Um pouco mais sobre o projeto

O projeto saúde da mulher foi pensado no final de 2019 para ter início no primeiro semestre de 2020. Dessa forma, o intuito inicial era conseguir fazer com que mulheres de baixa renda e em vulnerabilidade social tivessem acesso a um conteúdo muito importante: saber como cuidar da sua própria saúde. Pensamos em fazer esses encontros nas instituições da Unicamp e divulgar para as regiões periféricas ao redor.

Porém, com o início da pandemia, tivemos que reformular e adaptar o projeto para que ele pudesse acontecer, mesmo que diferente da forma como havia sido pensado. Assim, acabamos optando por promover esses debates de forma online, via Google meet, alterando infelizmente nosso público alvo. A única forma viável para continuar o projeto era a distância, virtualmente, e a maioria dessas mulheres provavelmente não teria internet ou equipamento viável para participar do debate. Nosso público alvo a partir daí se transformou em um público de mulheres mais jovens que têm acesso às redes sociais e internet.

E como funciona o projeto atualmente? Nós convidamos todo mês uma convidada, definimos um tema e a partir daí criamos formas de divulgar o projeto, com vídeo, publicações sobre a temática abordada e imagens. Nós divulgamos os debates via Instagram, Whatsapp e Facebook. Eles ocorrem geralmente aos sábados às 15 horas, no quarto sábado do mês. A nossa maior dificuldade até agora foi conseguir fazer essa adaptação de público alvo e atingir um grande número de mulheres. Estamos trabalhando juntas para conseguir fazer com que esse projeto se expanda cada vez mais e rompa as bolhas das universidades, que tem sido nosso maior público até agora.

Projeto em números

4

Petianos responsáveis

mensal

Frequência

2020

Surgiu

Galeria